Primeira alteração à Lei n.º 5/2006, de 23 de Fevereiro

Informações ao público em geral.
Perguntas e respostas dos utilizadores do fórum à direcção da APFT.
Responder
Avatar do Utilizador
Tiro e Queda
Sócio
Sócio
Mensagens: 1314
Registado: segunda jun 06, 2005 11:07 am
Localização: Figueira da Foz - PORTUGAL

Mensagem por Tiro e Queda » terça set 23, 2008 5:54 pm

E tanto quanto sei, é a única modalidade desportiva que utiliza miras telescópicas. Nem a caribina a 300 metros, porque usa miras abertas.

Acho que o benchrest BR50 utiliza, mas como ainda não é uma modalidade federada, lá ficam os nossos companheiros do CPTPP com a "viola" no saco até federarem a modalidade.
RuiS Escreveu:Esta situação (das miras) veio levantar outro assunto.

E se neste momento o FT não fosse um desporto federado...???

Íamos nos tornar num grupo de “criminosos” de um dia para o outro...!!!

Por isso, um bem haja a quem lutou e trabalhou para que o FT fosse uma modalidade federada.
T&Q

Um tiro, um acerto.

Bullseye
Mensagens: 149
Registado: sábado abr 28, 2007 1:08 am
Localização: Rio de Janeiro / Brasil

Mensagem por Bullseye » terça set 23, 2008 7:05 pm

pensei que so aqui no Brasil estavamos perdidos com os politicos

Bullseye
Mensagens: 149
Registado: sábado abr 28, 2007 1:08 am
Localização: Rio de Janeiro / Brasil

Mensagem por Bullseye » terça set 23, 2008 7:05 pm

pelo menos os seus nao roubam...

Avatar do Utilizador
NULL
Mensagens: 209
Registado: quinta fev 28, 2008 2:37 pm
Localização: Barcelos

Mensagem por NULL » terça set 23, 2008 7:23 pm

Bullseye Escreveu:pelo menos os seus nao roubam...
Os que não podem.. lolll ;)
"Sofremos demasiado pelo pouco que nos falta e alegramo-nos pouco pelo muito que temos..." William Shakespeare

Avatar do Utilizador
QuimZeSoares
Sócio
Sócio
Mensagens: 1398
Registado: quinta fev 09, 2006 1:09 pm
Localização: Arcozelo - V. N. Gaia - Portugal

Mensagem por QuimZeSoares » terça set 23, 2008 9:34 pm

Recomeçando de forma construtiva, haverá forma de se fazer chegar a quem de direito a ideia de se criar um auto-registo simplificado (se possível em formato electrónico), senão na esquadra mais próxima, dos equipamentos AC e complementares, inclusivamente das miras telescópicas, sem que seja necessário partir para a proibição pura e simples? Assim evitaríamos lançar na ilegalidade milhares de pessoas a quem nem passará pela cabeça que tais leis existem e criaríamos condições, através de uma boa divulgação, para cadastrar de modo efectivo estes equipamentos, tornando-os rastreáveis. Da mesma forma não necessitaríamos de proibir a aquisição por via electrónica de tais equipamentos e seus acessórios, já que tudo se faria sob a mesma obrigação de auto-declaração e registo. Se assim não se entender, que pelo menos seja permitida a aquisição por via electrónica condicionada ao envio de comprovativo de filiação desportiva ou federativa, já que há equipamentos e acessórios desportivos específicos de algumas modalidades (ex. o FT) que não se conseguem encontrar num âmbito territorial razoável; no Porto não se consegue comprar chumbos dedicados a FT, muito menos miras telescópicas adequadas às exigências da competição e a selecção de armas é medíocre.

RuiPereira
Mensagens: 1342
Registado: quarta jun 29, 2005 2:29 pm
Localização: V.N. de Gaia

Mensagem por RuiPereira » quarta set 24, 2008 9:44 am

Concordo com as palavras do Quimzé, a meu ver vamos ter em mãos um grande problema relacionado com quem possui miras telescópicas. Dum instatnte para o outro vão ter em mãos uma arma de classe A que lhe pode trazer imensos problemas.
Eu ainda não consegui perceber a razão pela qual as miras telescópicas passaram a ser consideradas como armas da classe A. Sem razão aparente as miras passam de artigos de venda livre para artigos/objecto da catetgoria A (a mesma onde estão incluídas armas militares de todo o tipo e feitio e armas brancas).
As dezenas de milhar de pessoas que têm miras telescópicas em casa montadas nas suas armas de ar comprimido, armas .22 de recreio, airsoft, bestas, armas de paintball, e diversos equipamentos que necessitem de ser alinhados utilizando miras telescópicas (equipamentos de medição, telescópios, etc.) passam a ser considerados criminosos e arriscam-se a ser imediatamente presos.
Outro ponto que eu achei interessante foi o facto de que os arcos e as bestas passaram a ser classificados como armas brancas da categoria A. O que levanta novamente o problema dos milhares de pessoas que compraram esses equipamentos de forma livre e os têm em casa.

Pessoalmente gostava de saber como o é que a direcção nacional da PSP e GNR vão resolver o problema das dezenas de milhar (se não centenas de milhar) de miras que dum instante para o outro vão passar a ser ilegais.
Outro facto que me preocupa é qualquer pessoa pode ir neste momento a uma loja comprar artigos que passarão a ser considerados ilegais se esta alteração à lei for aprovada.

Avatar do Utilizador
Tiro e Queda
Sócio
Sócio
Mensagens: 1314
Registado: segunda jun 06, 2005 11:07 am
Localização: Figueira da Foz - PORTUGAL

Mensagem por Tiro e Queda » quarta set 24, 2008 10:10 am

A modalidade de airsoft também não está em "bons lencóis" porque utiliza equipamentos que passam a ser de uso exclusivamente desportivo e a sua Federação não se encontra reconhecida como associação de promoção desportiva pelo Instituto do Desporto de Portugal como é exigido.

Mas isto não fica por aqui. No prazo de 180 após a aprovação, ou seja quando esta alteração entrar em vigor, a alínea a) do art.º 119.º prevê a realização de legislação própria para regular as actividade desportivas que utilizem armas. E aqui vamos já de seguida ter a alteração da actual Lei 42/2006.

2 em 1 :roll:
T&Q

Um tiro, um acerto.

Augusto Lucas
Sócio
Sócio
Mensagens: 2594
Registado: sexta jan 20, 2006 6:59 pm
Localização: coimbra

Mensagem por Augusto Lucas » quarta set 24, 2008 11:14 pm

Creio que todo esse material agora engoblado na classe A, terá de ser entregue às autoridades, não estando (ou não podendo ser) legalizado.
Estou certo?
o tiro seguro é aquele que acerta no alvo delineado

Avatar do Utilizador
Txman
Mensagens: 268
Registado: sábado jan 12, 2008 10:35 pm
Localização: Braga

Mensagem por Txman » quarta set 24, 2008 11:52 pm

Tá bonito, tá, tá...
Vamos ter de exportar o arsenal pró Iraque...
HW 97 K
Alfa Sport

Augusto Lucas
Sócio
Sócio
Mensagens: 2594
Registado: sexta jan 20, 2006 6:59 pm
Localização: coimbra

Mensagem por Augusto Lucas » quinta set 25, 2008 1:10 am

Ou pró Afeganistão!
Da leitura que fiz, o mais redutor ainda é o art. 97º. Mas de uma maneira geral os criadores desta alteração só pensaram em legislar para proibir, para mostrar que ainda mandam. É triste!
Mais triste ainda é não existirem formas de pressionar estes legisladores a serem mais informados daquilo que legislam. Talvez os caçadores, os proprietários de estabelecimentos de venda e prática do tiro, e armeiros, possam conseguir algo, embora eu duvide!
E chumbos vindos do estrangeiro, agora?
O claro objectivo é reduzir até acabar de vez.
o tiro seguro é aquele que acerta no alvo delineado

Responder