Primeira alteração à Lei n.º 5/2006, de 23 de Fevereiro

Informações ao público em geral.
Perguntas e respostas dos utilizadores do fórum à direcção da APFT.
Responder
Avatar do Utilizador
Tiro e Queda
Sócio
Sócio
Mensagens: 1314
Registado: segunda jun 06, 2005 11:07 am
Localização: Figueira da Foz - PORTUGAL

Primeira alteração à Lei n.º 5/2006, de 23 de Fevereiro

Mensagem por Tiro e Queda » sábado set 20, 2008 11:09 pm

Para ler e meditar :?
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.
T&Q

Um tiro, um acerto.

Avatar do Utilizador
RuiS
Sócio e Webmaster
Sócio e Webmaster
Mensagens: 1789
Registado: segunda jun 06, 2005 9:42 am
Localização: Pedroso-V.N.Gaia-Porto
Contacto:

Mensagem por RuiS » domingo set 21, 2008 10:55 am

Realmente é para meditar e ler com mais atenção.

Mas pela primeira leitura (um pouco na diagonal) é de reter...!!!

- Armas de AC recreativas, só maiores de 18 anos...!!!

- Miras telescópicas, só caçadores ou atiradores federado...!!!

Isto anda bonito... anda, anda...!!!

Trata-se de uma propostas, mas não me admira nada que vá para a frente...!!! Infelizmente..!!! :?
Rui Silva
____________________________
As armas, em si, não são perigosas tudo depende de quem e como as usa.

Avatar do Utilizador
Três Vintes
Sócio
Sócio
Mensagens: 1541
Registado: terça ago 15, 2006 5:13 pm

Mensagem por Três Vintes » domingo set 21, 2008 11:43 am

Onde se pode encontrar tal literatura?

Avatar do Utilizador
Tiro e Queda
Sócio
Sócio
Mensagens: 1314
Registado: segunda jun 06, 2005 11:07 am
Localização: Figueira da Foz - PORTUGAL

Mensagem por Tiro e Queda » domingo set 21, 2008 3:55 pm

em iniciativas de www.parlamento.pt

A questão principal é que o governo prepara-se para aprovar o presente projecto sem ouvir as partes interessadas através dos grupos parlamentares respctivos.

Independentemente do conteúdo ser ou não uma resposta aos motivos que levam a esta alteração, eu acho que não. Todos os representantes legítimos das partes interessadas deveriam exigir o direto democrático previsto da Contituição de se pornunciarem sobre os benefícios e consequências de tal proposta.

Eu postei aqui este documento porque estando em discussão pública, obriga cada um de nós junto dos clubes e associações que representamos a transmitir a nossa opinião de forma a faze-la chegar ao parlamento através das vias competentes, no nosso caso a FPT.

Sei contudo que já existem acções políticas no sentido de levar a realidade em que vivemos aos senhores legisladores mais tecnocratas.
T&Q

Um tiro, um acerto.

RuiPereira
Mensagens: 1342
Registado: quarta jun 29, 2005 2:29 pm
Localização: V.N. de Gaia

Mensagem por RuiPereira » domingo set 21, 2008 6:28 pm


Avatar do Utilizador
Três Vintes
Sócio
Sócio
Mensagens: 1541
Registado: terça ago 15, 2006 5:13 pm

Mensagem por Três Vintes » domingo set 21, 2008 6:40 pm

Ok.

Tem piada pois ainda esta semana estive a "espremer" a 5 e a 42.

Avatar do Utilizador
QuimZeSoares
Sócio
Sócio
Mensagens: 1398
Registado: quinta fev 09, 2006 1:09 pm
Localização: Arcozelo - V. N. Gaia - Portugal

Mensagem por QuimZeSoares » domingo set 21, 2008 7:21 pm

Se esta proposta, que me atrevo a considerar quase arbitrária, de base preconceituosa e seguramente redutora da nossa maioridade for aprovada, não poderemos sequer comprar chumbos e muito menos armas AC ela NET. Ficaremos à mercê da mediocridade do nosso mercadito e dos colecionadores retardatários de representações que por aí proliferam.
Mas é igualmente de salientar que continuará a ser possível o menino entre 16 e 18 anos caçar (caça maior ou menor :shock: ) na companhia do papá sem que para isso tenha que possuir licença :shock: :shock:
Não estou a brincar:
"Artigo 19.º- A
Licença para menores
Sem prejuízo do disposto no n.º 1 do artigo 15.º, aos menores de 18 anos e maiores de 16 anos pode ser autorizado o uso e porte de armas da classe D, para a prática de actos venatórios de caça maior ou menor, desde que devidamente acompanhados no mesmo acto cinegético, por quem exerce o poder paternal, e na condição de que este é o proprietário da arma utilizada pelo menor e titular da licença correspondente. "

Será por haver muitos políticos com gosto pela caça foram especialmente sensíveis neste ponto? É que em tudo o resto que diz respeito a quem procura cumprir todos os requisitos e manter-se legal, só parecem querer lixar-nos :evil:

Por favor alguém meta na cabeça desses vagabundos líricos que os criminosos se manterão ILEGAIS e se estarão GAGAND... para os seus devaneios legais mais ou menos apressados :idea:

Desculpem a veemência e se acharem desproporcionado, apaguem :!:

Avatar do Utilizador
Angolano37
Mensagens: 780
Registado: quinta mar 30, 2006 4:50 pm
Localização: Cartaxo

Mensagem por Angolano37 » domingo set 21, 2008 8:38 pm

Da maneira que isto, esta a ficar to a ver que o melhor é por o material á venda e largar o FT
Armindo S.Oliveira

Avatar do Utilizador
RuiS
Sócio e Webmaster
Sócio e Webmaster
Mensagens: 1789
Registado: segunda jun 06, 2005 9:42 am
Localização: Pedroso-V.N.Gaia-Porto
Contacto:

Mensagem por RuiS » segunda set 22, 2008 9:37 am

QuimZeSoares Escreveu:Se esta proposta, que me atrevo a considerar quase arbitrária, de base preconceituosa e seguramente redutora da nossa maioridade for aprovada, não poderemos sequer comprar chumbos e muito menos armas AC ela NET. Ficaremos à mercê da mediocridade do nosso mercadito e dos colecionadores retardatários de representações que por aí proliferam.
Mas é igualmente de salientar que continuará a ser possível o menino entre 16 e 18 anos caçar (caça maior ou menor :shock: ) na companhia do papá sem que para isso tenha que possuir licença :shock: :shock:
Não estou a brincar:
"Artigo 19.º- A
Licença para menores
Sem prejuízo do disposto no n.º 1 do artigo 15.º, aos menores de 18 anos e maiores de 16 anos pode ser autorizado o uso e porte de armas da classe D, para a prática de actos venatórios de caça maior ou menor, desde que devidamente acompanhados no mesmo acto cinegético, por quem exerce o poder paternal, e na condição de que este é o proprietário da arma utilizada pelo menor e titular da licença correspondente. "

Será por haver muitos políticos com gosto pela caça foram especialmente sensíveis neste ponto? É que em tudo o resto que diz respeito a quem procura cumprir todos os requisitos e manter-se legal, só parecem querer lixar-nos :evil:

Por favor alguém meta na cabeça desses vagabundos líricos que os criminosos se manterão ILEGAIS e se estarão GAGAND... para os seus devaneios legais mais ou menos apressados :idea:

Desculpem a veemência e se acharem desproporcionado, apaguem :!:
APAGAR, :roll: DEVIA ERA SER OUVIDO POR QUEM DE DIREITO!!!!

Esta proposta, se realmente for aprovada na minha opinião só vai dificultar a vida a quem quer estar dentro da lei.

Nós como atiradores “encartados” não teremos problemas, mas o que me preocupa é todas estas restrições descabidas só irão dificultar novos atiradores a se aproximar do desporto “TIRO”.
Principalmente o FT, visto que é derivado de uma cultura que temos desde á muitos anos de armas de AC.

Recordo o meu pai dizer que vinha de casa dele a casa da minha mãe (são prai 6 Kms) a pé com a Diana 27 ao ombro.

Impensável nos tempos de hoje...!!!
Rui Silva
____________________________
As armas, em si, não são perigosas tudo depende de quem e como as usa.

Avatar do Utilizador
Tiro e Queda
Sócio
Sócio
Mensagens: 1314
Registado: segunda jun 06, 2005 11:07 am
Localização: Figueira da Foz - PORTUGAL

Mensagem por Tiro e Queda » segunda set 22, 2008 5:35 pm

A aprovação desta alteração vem dar um relevo especial ao facto da modalidade de FT ter sido reconhecida como desportiva e adoptada por uma federação, porque sem tal facto, os atiradores actualmente federados iram agora fazer companhia aos restantes que não tiveram oportunidade para se federarem.

Espero que os clubes e a restante comunidade. saibam dar a volta legalmente, para que isto não venha a impedir ainda mais o acesso à modalidade, dos possuidores das "passarinheiras" e dos jovens que compravam uma "pressão de ar" quando faziam a 4.ª classe, que eram o grande número dos aspirantes ao FT.
T&Q

Um tiro, um acerto.

Responder